top of page

PROGRAMAÇÃO

A programação oficial da 2ª edição da Sinédoque - Festival nacional de documentários curtos conta com 50 documentários brasileiros de até 30 minutos, dos anos de 2021 e 2022. São filmes de 18 estados, das 5 regiões do país. 45% dos filmes têm ao menos uma mulher na direção.

A programação é competitiva e conta com seu voto para definir os três melhores filmes eleitos pelo público. Para assistir basta clicar na imagem do filme de sua preferência e fazer o log in na plataforma. Ao terminar de ver o filme, dê sua nota na cartela que irá aparecer após os créditos. No sábado (17/09) informaremos os vencedores nas nossas redes sociais.

8 Bilhões SITE.png

0,2 Miligramas de Ouro 

Diego Quinderé - RJ - 24’

 

Uma espécie de viagem entre a floresta amazônica no Brasil e a natureza controlada da Bélgica.

1325quilometros227dias.jpg

1325 quilômetros 227 dias      

Vítor Teixeira e Gustavo de Almeida – RJ – 5’

Uma história de amor durante uma pandemia contada por áudios de WhatsApp.

A Ordem Reina.png

A Ordem Reina    

Fernanda Pessoa - SP – 19’

A revolução está viva? Podemos imaginar alternativas para um mundo capitalista? O socialismo falhou?

A Tradicional Familia Brasileira Katu.jpg

A Tradicional Família Brasileira Katu       

Rodrigo Sena – RN – 25’

Os Guardiões da Mata Atlântica e suas resistências com atuais problemas e desafios contemporâneos como meio ambiente, o agronegócio, evangelização nas aldeias, o consumo de Álcool e educação em ensino

Adeus Carnaval de Olinda.png

Adeus, Carnaval de Olinda    

Rosielle Machado e Igor Pimentel – PE – 14’

É fevereiro em Olinda e pela primeira vez na história da cidade o carnaval está cancelado. Sem fantasia, restará apenas o real?

Alagbede.jpg

Alágbedé    

Safira Moreira – BA – 12’

Do ferro-velho ao terreiro, Zé Diabo forja deuses em sua oficina por meio do caminho de Ogum.

Aqueles Que Estamos Esquecendo.jpg

Aqueles que Estamos Esquecendo

R.B. Lima e Rebeca Linhares – PB – 10’

Em uma visita a sua mãe no sertão paraibano, Reginaldo tece laços através de fotografias antigas, tentando criar conexões com familiares que nunca conheceu e com aqueles cujas lembranças estão se esvaindo.

ARRORRÓ_800x783.png

Arrorró        

Rafael de Almeida – GO - 9’ 

Na Espanha, a erupção do vulcão de La Palma obriga centenas de famílias a abandonar suas casas. Um imigrante ilegal colombiano aproveita o caos e ocupa uma casa vazia na ilha.

Benzedeira.jpg

Benzedeira            

San Marcelo e Pedro Olaia – PA – 15’

A benzedeira Maria do Bairro escolheu o silêncio para dividir a sabedoria que lhe foi confiada. O saber que a habita não vem do achismo, mas da vivência e resistência direta com a natureza.

Bizarros Audios.png

Bizarros Áudios   

Diego Akel – CE – 8’

Um retrato documental animado a partir de mensagens de áudio, dois amigos, pandemia, isolamento, estranhas imagens de arquivo e camarõezinhos bigodudos.

Bonita.png

Bonita          

Mariana França de Lima – SP – 25’ 

O documentário apresenta as vivencias de três mulheres pretas de gerações distintas e que são ou já foram atravessadas pelo mesmo sentimento: a solidão e a solitude da mulher negra.

ENTRE NÓS 720x405 .jpg

Bulha           

Daniel Couto – MG – 11’  

As causas (e as consequências) do fechamento de uma passagem de nível em um bairro de Juiz de Fora (MG)

Capim Navalha.png

Capim-Navalha   

Michel Queiroz – GO – 17’  

       

Capim-Navalha é sobre pessoas transvestigêneres que vivem, habitam e ‘re-existem’ na Chapada dos Veadeiros, no interior de Goiás. Temos como protagonistas Gustavo e Gaé, homens trans que abrem sua vida e pele aos olhos da câmera.

CEM PILUM.jpg

Cem Pilum - A História do Dilúvio

Thiago Morais de Lima Junior - AM – 8’

Cem Pilum – A História Do Dilúvio é o resgate de uma das histórias contadas pelo aquarelista Feliciano Lana, fazendo uma homenagem ao artista, que foi vítima da covid 19 e faleceu em maio de 2020

Central de Memorias.jpg

Central de Memórias    

Rayssa Fernandes Coelho e Filipe Brito Gama – BA – 13’         

A luta pela moradia e a produção de um grande filme. A memória de quatro mulheres sobre um bairro de Vitória da Conquista e o encontro com o universo do cinema, nos anos 1990.

Coleção Preciosa.jpg

Coleção Preciosa            

Filipe Brito Gama e Rayssa Fernandes Coelho – BA – 15’      

  

A relação entre Ferdinand Willi Flick e a sétima arte resultou em uma impressionante coleção de itens de cinema, que ele chamava de “Coleção Preciosa”.

Conexão Entre Mundos.png

Conexão entre mundos

Wagner Mazzega - SE – 21’

Um diretor recebe um recado de um Guia espiritual para investigar e preservar práticas ancestrais e fundamentais na conexão direta entre os mundos.

Custódia.png

Custódia     

Vinicius Sassine – DF – 25’  

     

Ícaro e Valesca são presos depois de serem pegos vendendo bombons de chocolate. Passados os meses no cárcere, os dois tentam ter algum controle sobre os seus próprios destinos.

Da boca da noite a barra do dia.jpg

Da Boca da Noite à Barra do Dia    

Tiago Delácio – PE – 18’

Na Zona da Mata pernambucana, sonho e realidade se misturam. Entre os canaviais, as cores, as danças, o teatro e a música revelam um passado não tão distante que coloca em xeque o presente e joga luz nos desafios futuros de uma brincadeira que começa na boca da noite e se encerra na barra do dia.

De Tudo Um pouco sabia costurar.png

De tudo um pouco sabia costurar

Yérsia Assis e Felipe Moraes– SE – 24’  

Sob a narrativa de Dona Carmen, o filme constrói uma relação entre costura e memória, onde a câmera como dispositivo de contar histórias apresenta diferentes possibilidades temporais e dimensionais.

DERRADEIRO_DE_MAIO.png

Derradeiro de Maio       

Eduardo Consonni e Rodrigo T. Marques - SP – 8’

 

Na vila de Mata Grande, sertão da Paraíba, Dona Anita e sua banda cabaçal realizam um festejo em homenagem a Nossa Senhora, tradição familiar, que acontece no último dia de maio.

Deus me Livre.png

Deus me Livre     

Carlos Henrique de Oliveira e Luis Hervés – PR – 16’

Para enfrentar a pandemia no maior cemitério da América Latina, dois sepultadores brasileiros se apegam em suas distintas religiões.

Eu Espero o Dia De Nossa Independência.jpg

Eu espero o dia da nossa independência          

Bruna Carvalho Almeida e Brunna Laboissière – SP – 21’

Duas brasileiras viajam para a Argélia durante o Harak – um movimento popular pró-democracia. No meio da multidão, elas conhecem uma jovem musicista. O mar que as separa também é capaz de uni-las.

Eu nao sei dancar mas danco.png

Eu não sei dançar, mas danço    

Fábio Rogério Rezende de Jesus – SP – 14’           

 

Uma viagem para a Espanha, um festival de cinema e um filme.

Filhos da Noite.jpg

Filhos da Noite    

Henrique Arruda – PE – 16’

Sete homens gays entre 50 e 70 anos compartilham suas memórias, vivências, e imagens noturnas, questionando-se sobre qual lugar seus corpos ocupam agora. Saiba mais em: filhosdanoite.com

Foi Um Tempo de Poesia_edited.jpg

Foi um tempo de poesia        

Petrus Cariry - CE - 13’

A partir de um material inédito filmado em Super-8, o poeta Patativa do Assaré nos conta sobre sua vida e obra.

Fragmentosdegondwana.jpg

Fragmentos de Gondwana   

Adalberto Oliveira – PE – 17’

Problemas antigos são expostos após o impacto do Óleo em Suape - PE, somando com o contexto atual em que o Brasil vive.

Goyaniaoutubroounada.png

Goyania - outubro ou nada   

Uliana Duarte – GO – 29’

A partir do encontro e remontagem de imagens de arquivo de épocas e autorias diversas, uma mulher realiza um filme-carta endereçado à sua cidade de origem.

Magnetico.jpg

Magnético

Cassemiro Vitorino e Ilka Goldschmidt – SC – 25’           

A pequena cidade de Ipuaçu, no oeste de Santa Catarina, é a capital nacional dos agroglifos. Visitas de outros planetas? Em Magnético, os seres humanos dão suas versões da história.

Mar concreto - Still_01.jpg

Mar Concreto       

Julia Naidin - RJ – 15’

Como um exercício de resistência, Sônia acompanha o processo de erosão que vem sendo causado pelo mar que, dia a dia, avança pela praia se aproximando do muro de sua casa.

Masar.png

Masar - caminhos à mesa      

Amina Nogueira e Ana Sanz – RJ – 14’

Entre memórias e sabores, um sírio, um curdo e um palestino refugiados no Rio de Janeiro encontram-se para um banquete.

Meus Santos Saúdam Seus Santos.jpeg

Meus Santos Saúdam Teus Santos           

Rodrigo Antonio Silva – PA – 13’

 

Rodrigo vivencia sua iniciação na pajelança marajoara e registra sua relação com a Pajé Roxita que o guia num reencontro com seus ancestrais.

Moramaço.jpg

Mormaço    

Carolina de Lima Silva Moura - PE – 10’

 

As águas, quem pode domá-las? mormaço é um curta-metragem documental de abordagem ensaística que vem a visibilizar as vivências e narrativas que atravessam os corpos lésbicos

O Cantico da Terra.jpg

O Cântico Da Terra        

Franciélito Da Silva Lima - RN - 4’

Por meio dos versos e orações de Cícero Pereira (em memória), O Cântico Da Terra provoca reflexões sobre a passagem do tempo, a mudança constante, a finitude do ser e do existir.

O Resto.jpg

O Resto       

Pedro Gonçalves Ribeiro – MG – 20’

Declarada morta por engano, Iolanda Bambirra vive como um fantasma entre a vida e a morte em Belo Horizonte, no Brasil, uma cidade em ruínas e sem qualquer vestígio de tempo.

Okofa.png

OKOFÁ        

Daniela Caprine, Mariana Bispo, Pedro Henrique Martins, Rafael Rodrigues e Thamires Case – SP – 17’

Um corpo multiartista, transindígena e nordestino na cidade de São Paulo.

PIRANGA_05.jpg

Piranga - O Herói Taciturno  

Mônica Veiga e Daniel Couto – MG – 15’

Entrecortando cidades e diferentes paisagens, após o rompimento da barragem do Fundão, em Mariana (MG), o rio Piranga se vê diante de uma importante missão.

Quem de Direito.jpg

Quem de Direito

Ana Galizia – RJ – 21’

Convocando documentos, imagens e sons de arquivo para conectar o passado com o presente na luta por terra e água na região do vale do Guapiaçu, Cachoeiras de Macacu, RJ.

Corcovado - Quilombo e ancestralidade.jpg

Quilombo de Corcovado - Ancestralidade        

Rafael Lage - BA – 29’

Em 1940, em um Brasil pós escravidão, mas ainda marcado pela exploração dos povos afrodescendentes, João Mangueira e Laudimira fazem uma oração a Deus, pedindo por uma terra que lhes traga paz.

Saindo Com Estranhos na Internet.png

Saindo com Estranhos da Internet           

Eduardo Wahrhaftig – SP – 11’

Dezenas de milhões de pessoas estão usando algum aplicativo de paquera. Este é o relato de alguns usuários compartilhando histórias sobre encontros bons e ruins e suas impressões sobre paquerar na era dos smartphones.

Sei Que Tudo é Verdade.png

Sei Que Tudo É Memória        

Nathália Oliveira – RJ – 12’

Sei que Tudo é Memória é um mergulho nas memórias da diretora Nathália Oliveira, e de seus pais, Paulo e Arlete, que faleceram em 2017 e 2019, respectivamente.

Te guardo no bolso da saudade_frame2.png

Te Guardo no Bolso da Saudade    

Rosy Nascimento - RN – 11’

Uma filha tece memórias sobre sua mãe

Tereza Josefá de Jesus.jpg

Tereza Joséfa de Jesus           

Samuel Henrique Araújo Costa – SP – 7’

O filme acompanha a trajetória de Juliana Jesus, que perdeu a mãe por negligência médica. Marcado por capítulos que representam as 5 fases do luto em uma jornada ancestral.

Transviar.jpg

Transviar    

Maíra Tristão – ES – 13’

Carla da Victoria nasceu na tradição das paneleiras de barro, nome dado às mulheres que fazem as panelas de barro na cidade de Vitória-ES. Mulher transexual, Carla modelou-se como modela panelas.

Uma Escola No Marajó.png

Uma Escola no Marajó

Camila Kzan – PA – 21’

Os estudantes da Escola Sítio Porto Alegre chegam de barco para mais um dia de aula. Enquanto isso, o professor Rui e a diretora Leidi enfrentam problemas do cotidiano do sistema de educação no Marajó

Urubá.jpg

Urubá           

Rodrigo Sena – RN – 15’

O mundo espiritual ao seu redor passa muito mais pelo terceiro olho do que pelos olhos físicos. O invisível aos olhos de Luiz não é invisível à sua sensibilidade espiritual.

Utopia.png

Utopia          

Rayane de Almeida Penha – AP – 13’

A busca de uma filha por histórias vividas pelo pai garimpeiro que faleceu no garimpo. Arquivos sobre esse pai relatando a vivência e as dificuldades do garimpo.

VAZANTEIROS_still3 (2).jpg

Vazanteiros           

Tiago Carvalho - RJ/MG – 25’

Nas margens do São Francisco vivem os vazanteiros, um povo que cultiva a beira do rio e zela por suas águas. A comunidade vazanteira de Pau Preto retomou seu território tradicional no município de Matias Cardoso (MG) em 2011. Dez anos depois, a comunidade resiste e ensina às suas crianças a sabedoria de conviver com o rio."

VORTICE.jpg

Vórtice         

Llano - BA – 29’

Uma busca incessante do equilíbrio entre a desconstrução política de um país e a reorganização das memórias do início da revolta social chilena na primavera de 2019.

Wherá Tupã e o Fogo Sagrado.png

Wherá Tupã e o Fogo Sagrado

Rafael Nunes Coelho – SC – 30’

Wherá Tupã, líder espiritual Guarani de 109 anos, faz curas e é portador da sabedoria milenar do Fogo Sagrado que está desaparecendo.

bottom of page